O Que Você Precisa Saber Recuperando e Mantendo a Qualidade de Vida

     O mieloma pode ter grande impacto na qualidade de vida. Sem interromper o seu tratamento médico, existem varias coisas que você pode fazer para melhorar sua situação.

 

Fadiga e Dor

     Duas das causas mais comuns da perda de qualidade de vida são fadiga e dor. Elas podem ser estressantes e levar à ansiedade. Abaixo estão algumas dicas úteis de como ultrapassar os problemas em potencial que a fadiga e a dor podem causar. É importante discutir estas dicas com seu médico.

 

Maneiras de combater a fadiga e a dor

     Em geral é importante você estabelecer o seu ritmo em todas as suas atividades diárias e parar o que estiver fazendo antes que fique muito cansado.

 

Serviços domésticos

Faça um pouco a cada dia ao invés de muito de uma vez só;
Peça a outras pessoas para fazerem o trabalho pesado por você sempre que possível;
Passe as roupas de preferencia sentado usando um ferro leve;
Peça ajuda para pendurar a roupa no varal;
Faça comidas simples;
Faça pequenas refeições varias vezes ao dia.
 

 

Exercícios físicos

Faça exercícios físicos leves regularmente. Caminhadas são sabidamente o melhor meio para combater a fadiga.
Beba água antes, durante e depois do exercício;
Não se esforce muito.
   Outras dicas:
Aprenda a relaxar – relaxamento, meditação, visualização ou a combinação destes podem ajuda-lo a aliviar a dor;
Ansiedade e depressão podem fazer a dor piorar. Pessoas com mieloma precisam falar sobre suas preocupações e medos com pessoas próximas;
Assistir televisão, conversar com amigos não vão fazer a dor passar mas vão distrai-lo;
Bolsas de água quente ou gelo podem ser eficientes para aliviar a dor. É melhor não coloca-las diretamente sobre a pele;
A maneira como você se senta ou deita podem afetar sua dor; procure mudar de posição constantemente.
 

Terapias de apoio

     Focando-se no seu bem estar emocional e psicológico, as terapias de apoio podem reduzir o estresse. Alguns pacientes relatam que elas podem aliviar efeitos colaterais dos tratamentos. Existem vários tipos de terapia de apoio (acupuntura, aromaterapia, homeopatia, meditação, relaxamento, yoga, etc.), porem nunca inicie nenhuma delas sem antes conversar com seu médico.