Notícias e Destaques Depressão tem tratamento?

Depressão tem tratamento?

 

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o Brasil é o país com maior prevalência de depressão da América Latina, onde 5,8% da população sofre com a depressão – ou seja, um total de 11,5 milhões de brasileiros estão deprimidos.

Vamos a uma explicação genérica sobre os comportamentos para compreendermos o que é a depressão.

Tudo o que pensamos, sentimos ou fazemos podem ser considerados comportamentos e, portanto, podem ser aprendidos.

Explicando melhor:  nós aprendemos a sentir, a pensar e a agir através dos mesmos mecanismos, ou seja, seguindo modelos, seguindo regras ou pelas consequências que recebemos quando fazemos algo.  Se a consequência do que fazemos é positiva, nos mantemos fazendo a mesma coisa.  Se a consequência é negativa, nós paramos de fazer dessa maneira.

A “lei do comportamento” é essa:  sempre existirá um contexto, um comportamento (ação, pensar, sentir), e uma consequência para esse comportamento.  Quando nos deparamos com uma situação, nós avaliamos o contexto, escolhemos o comportamento e esperamos uma consequência positiva.

O problema da pessoa depressiva é que ela não consegue se comportar, então essa lei do comportamento é quebrada.

E o que acontece quando a pessoa para de se comportar?  Ela para de receber as consequências.

Mas se a consequência é quem nos diz se devemos manter ou não nossos comportamentos, ficar sem consequências deixa a pessoa num vazio de sentimentos, pensamentos e comportamentos.

Então se a pessoa para de sair, de ver os amigos, de ir trabalhar, de fazer comida, de andar no parque, de ligar para os parentes, fica sozinha dentro de casa ... ela para de ter o retorno de todas essas ações.  Ela para de receber o carinho dos outros, para de se sentir competente por conseguir realizar suas atividades, para de ter o prazer que algumas coisas lhe trazem... sobram então só sentimentos negativos como a tristeza, o desanimo, a desesperança, o pessimismo, os pensamentos de inferioridade, a baixa estima, angustia, medo, falta de prazer, dentre outros.

Como o apoio psicológico pode auxiliar na depressão?

O processo da psicologia tem como objetivo compreender as causas que levaram a pessoa à depressão, mas principalmente entender, apoiar e ensinar a pessoa a reconhecer seus sentimentos, analisar as situações e voltar a se comportar.

A explicação pode até parecer simples, mas o processo normalmente é longo e intenso.  Quando há o apoio da família o processo é muito mais efetivo, pois a família poderá promover diversos estímulos para a que a pessoa deprimida consiga vencer todos os sentimentos negativos e voltar a se comportar.

Outro item fundamental a se considerar é que nosso organismo é uma coisa só, ou seja:  emoção e físico interagem e são interdependentes.  Isso significa que alterações de emoções podem causar complicações físicas e vice-versa.  Por isso em algumas situações o uso de medicamentos pode fazer grande diferença para o tratamento da depressão.

Portanto o tratamento da depressão inclui a psicoterapia, e nos casos mais graves, é necessário o uso de medicamentos psiquiátricos para regulação das alterações físicas, evitando assim que a doença progrida.

A consequência mais grave da depressão é o suicídio, e por isso, quanto mais rápido a doença é diagnosticada, mais ágil e efetivo será o tratamento.

 

********************************

Erika Scandalo -  especialista em Psicologia Clínica, escreve sobre a vida e diferentes formas de aproveitá-la. Acredita que a felicidade é consequência de uma visão proativa sobre as dificuldades.  Ser feliz é mais um olhar sobre o que se tem, do que ter tudo o que se quer.