Histórias de Pacientes Erika
comunicacao@myeloma.org.br

"Nunca imaginei, nem nos piores pesadelos que teria um diagnóstico de câncer. Não tenho casos de câncer na família, pais, avós, tios e primos, ninguém! Passava longe essa idéia.

O diagnóstico aconteceu em janeiro de 2017 aos 46 anos, por um acaso. Fazendo uma ressonância na coxa direita por outro motivo. Dra Flávia Costa Martins foi o meu anjo.

Eu estava mais de um ano com dor na lombar irradiava para perna, em uma saga de médicos e tratamentos sem resultado. Conclusão: várias lesões ósseas, dores, anemia... Estágio 2.

Vida profissional com projetos novos, mãe e filhas (que saíram do ninho) devidamente instaladas, trilhos alinhados!

2017 seria o ano que eu e meu marido tínhamos decidido aproveitar mais a vida, cuidar da gente, muitas trips de surf 😄 Viagem paga para o Peru...

Tudo interrompido, arrastado, destruído, como um grande tsunami, fiquei perdida com um medo enorme, pânico de fato!

Este deserto durou uns 3 meses e depois tudo foi clareando, porque Deus não despreza quem O busca.

Consegui realizar o  sonho de casar na Igreja depois de 21 anos de casada. Porque entendi que é  um absurdo dar desculpas para o que é realmente importante. A força, o desejo e a urgência realiza tudo!

Entre muitas coisas boas que aprendi, as que eu repito todos os dias é que a PAZ é mais importante que a saúde, e que nada, NADA  é por acaso.

De fato, você que está passando por um câncer se pergunte Pra Quê isso aconteceu com você, aproveite, pegue carona e faça uma faxina na sua vida! Limão faz uma deliciosa limonada, acredite! Não adie seus projetos, seja seu melhor amigo, agradeça cada dia sua vida e não tenha medo, faça a sua parte e entregue 🕊🙌

Seis meses de quimio, sem remissão; TMO em setembro 2017. Ainda buscando a remissão... Como estou? Grata! Grata, de verdade, por tudo! Por cada dia de vida! 🙏"

 

 

Participe. Conte você também a sua história. Clique aqui!