Histórias de Pacientes Ana Carrro
aninhamachadocarraro@gmail.com

Vou contar aqui a história do meu pai, que foi diagnosticado a poucos dias com Mieloma múltiplo. Ainda não sabemos tudo o que vamos passar, mas a descoberta da doenças se deu assim:

Em maio deste ano (2017) meu pai, um senhor de 70 anos teve um pequeno desmaio... procurou médico que não deu grande importância a situação. Recuperado deste desmaio, vida seguindo normal até que um pequeno sangramento no nariz (que já tinha acontecido outras vezes) não cessou mais. Sangrava sem parar, então minha mãe o levou para o hospital, pensando se tratar de um vaso rompido que precisasse de cauterização. No hospital, uma bateria de exames. De tudo. Nós sem preocupação pois pensávamos ser da idade. Já nos primeiros exames detectaram uma anemia muito profunda, e em seguida foi constatado o não funcionamento dos rins. "Ele fuma? Ele é alcoólatra? Diabético? Hipertenso? Não! Não! Não! Não!. Um mistério o motivo do rim - aparentemente saudável não estar funcionando. Dias no hospital, agressividade às vezes, muitos delírios. Iniciou-se então hemodiálise para tentar solucionar o problema do rim. Nós familiares pensando que seria feito transplante. 3 filhas dispostas a doar um rim, mas nada andava como gostaríamos. Maio, junho, julho, agosto, setembro apenas fazendo hemodiálise... sofrido, fraco... sempre com o acompanhamento médico ( avançando devagar nas investigações) No mês de setembro uma biópsia (já havia sido feita uma anteriormente no rim, o qual detectou depósito de cadeias leves). Nesta segunda biópsia dos ossos, já com a suspeita da doença.

Hoje temos o diagnóstico de mieloma, meu pai um dia esta melhor, outro nem acorda... segue fazendo hemodiálise e na semana que vem irá começar a quimioterapia.

Temos muita fé em Deus, e a força e vontade de viver que vemos nos sorriso dele mesmo como corpo todo em dor nos dá forças e ânimo para seguir com muita fé que o tratamento irá dar certo. Uma doença silenciosa, ainda não sabemos praticamente nada sobre ela.

Força a todos que também passam ou já passaram por esta situação.

 

Participe. Conte você também a sua história. Clique aqui!